+55 (51) 3026 8507 contato@kinetec.com.br

Existem 3 dúvidas clássicas em relação ao autoteste para ter certeza de que o tratamento odontológico está funcionando bem.

Como conferir a DVO (Dimensão Vertical de Oclusão) na fase provisória?

Como conferir pré-contatos perigosos para recidiva na finalização?

Como controlar se a placa está equilibrada?

Hoje, vamos focar na primeira questão!

Como conferir a DVO na fase provisória:
Ela está boa, está ruim? O paciente vai reclamar?
Visto que estamos mudando a condição do paciente, colocando uma nova dimensão vertical.
Como que ele vai se sentir? Provavelmente não vai se sentir muito confortável inicialmente.

Essa dimensão é sempre uma grande dúvida para o paciente, visto que é uma nova condiçao.

Um caso interessante que foi apresentado em live foi de um paciente que chegou com uma situação que estava precisando justamente de um aumento de dimensão vertical.

Inicialmente, no aspecto neuromuscular, ele estava em uma situação de qualidade horrível, com um valor de oclusão de 52%. Esse valor, nos parâmetros normais, é extremamente baixo; ele se encontrava no vermelho.

Todos os indicadores do paciente estavam alterados, porém, o indicador que mais chamava atenção era o de impacto.

O impacto está extremamente relacionado a dimensão vertical. O paciente que é um apertador que gera desgaste vai consequentemente aumentar o impacto dele.

O que é o impacto?
É o trabalho muscular global, ou seja, se os quatro músculos estão fazendo muita força e em excesso, se estão fazendo a força correta, etc.

O paciente em questão apresentava um dado completamente fora do normal, visto que o esperado máximo de impacto é de 115%.

Esse valor com certeza está relacionado a perda de dimensão vertical. Além disso, os desgastes estão bem evidentes.

O Dr. Antonino, que estava tratando esse paciente dentro do procedimento full digital, passsa a fazer uma série de análises tecnológicas dos contatos.

Ele conseguiu ver que os contatos do lado esquerdo estavam exacerbando a anteriorização, o deslocamento pra esquerda, a torção,etc. Ou seja, era um paciente já com uma situação muito alterada, bem como um trabalho excessivo de temporal esquerdo muito evidente.

O Dr. então passa a realizar o planejamento, onde decide fazer um mockup.

Dr. Antonino então prepara de maneira rápida, visto que já tem todos os maquinários, e já vai testar a efetividade do tratamento. O resultado do processo vocês podem ver nas imagens abaixo!


Antes


Depois

É possível concluir que, com uma análise odontólogica aliada a aparelhos tecnólogicos e digitais, é possível melhorar casos que aparentemente parecem extremamente complicados de serem resolvidos.